DESCOLORAÇÃO DE SOLUÇÃO CONTENDO LIGNINA POR MEIO DE PROCESSO DE FOTOCATÁLISE UV/H2O2

  • Paola de Almeida Gomes Cordeiro

Resumo

O lançamento de efluentes líquidos não tratados, provenientes das indústrias e esgotos sanitários em rios, lagos e córregos provocam um sério desequilíbrio no ecossistema aquático. A água poluída provoca doenças, como cólera, disenteria, meningite, amebíase, hepatites A e B e a contaminação por metais pesados, que provocam tumores hepáticos e de tireoide, rinites alérgicas, dermatoses e alterações neurológicas. Na produção de papel, a poluição gerada nas etapas de fabricação tem um impacto ambiental considerável, pois quando lançada no corpo receptor sem tratamento torna a água imprópria para o consumo humano, mas quando o efluente é tratado o seu impacto é quase nulo. A lignina é um dos principais constituintes da madeira, tendo assim como função biológica proteger o tecido vegetal contra a oxidação e a ação dos microrganismos. 
Publicado
2017-08-24
Como Citar
GOMES CORDEIRO, Paola de Almeida. DESCOLORAÇÃO DE SOLUÇÃO CONTENDO LIGNINA POR MEIO DE PROCESSO DE FOTOCATÁLISE UV/H2O2. Enaproc, [S.l.], v. 1, n. 1, ago. 2017. ISSN 2526-6012. Disponível em: <https://periodicos.uniuv.edu.br/enaproc/article/view/288>. Acesso em: 15 out. 2019.
Seção
Comunicação Oral